Menu

Fotos

Blog

Interactivo








hoje
27Abr2007 00:00:00
Publicado por:
Permaneço calado pois cansei-me de falar aos ouvidos silenciosos.

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (589)

Deslocado
24Abr2007 00:00:00
Publicado por:
Não peço luz nem cor. Apenas amor. Estou farto desta dor que bate forte no meu peito e eu inconsciente da minha consciência fico decaído em mim mesmo. Estou cansado deste mundo que me rodeia dessa passividade que me trespassa, deste mundo que não é meu, não me pertence nem eu lhe pertenço. Sinto me deslocado como um pedaço de rocha tirado de uma escultura. Quero fugir, mas agarram-me os pés. Prenderam me as mãos e atiraram-me para uma prisão sem paredes. Amanha será um novo dia. Mas hoje, hoje estou cansado.

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (644)

Carta a um amigo
19Abr2007 00:00:00
Publicado por:
 




É com tristeza que sinto a tua ausência. Não se passaram muitas madrugadas desde que o sol raiou pela última vez e tive o prazer da tua escrita em directo. Hoje apenas posso ver o reflexo daquilo que me deixaste para que não te esquecesse e soubesse sempre o quanto importas para mim. Amigo como podes partir sem ao menos um adeus, uma despedida, uma explicação? É triste dizer adeus sem motivo, e mesmo que o tivesse era sempre triste. Sei que me lês, sei que sabes de mim. És me muito. Embora não o saibas.

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (674)

26/4/2006
18Abr2007 00:00:00
Publicado por:
Pouso a mão no tempo.
Sinto-o nas minhas veias,
Corre fortemente?
Com as pulsações do coração
Está no auge,
Sem emoções meias,
Tudo completamente...
Vejo ao longe
Uma sombra
Uma simples ausência de luz
Que brilha só de pensar
Que se assemelha a tua?
Cada passo de sombra,
Um minuto passa depressa
Por entre os vasos que se dilatam
E fazem a mente divagar...
Tudo se torna uma gigante ansiedade
Que na sombra se eleva
Como uma cascata de incertezas
A qual não somos capazes de parar
E da qual queremos ver o final
Descobrir para lá da pura transparência
Mas o tempo por vezes pára de correr
E deixa-nos viver...
A sombra destapa-se
O vulto torna-se luz
Que perdura mesmo na noite?
Afinal eras tu que deslizavas
Nessa sombra de misto
Como o local onde nasceram as tuas espirais
Guia-me a esses vales,
Essas cascatas verdes,
De aguas limpas e doces sonhos,
Que guiam os passos dos sonhadores?
Onde a luz e lei
Onde a paz e vida
Onde eu possa sentir o tempo parar...

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (556)

silencio
17Abr2007 00:00:00
Publicado por:
Parem este som!
Não quero ouvir mais que o silêncio
Esse silêncio que me faz companhia
E me descansa quando tudo me falha
E nele que me encontro
Nas horas de vasta loucura
São pedaços que me trespassam com amargura
Dessas palavras que despedaçaste contra mim!
Parem esse som. Silencio por favor.
Chega dessas palavras dissimuladas,
Em que não sentes mais do que os teus nadas
Não quero mais esse veneno com cheiro a malmequeres
Aqueles que tu tanto amavas,
E de mim tanto desprezavas!
Basta desse som de palavras amargas
De onde apenas a tua pessoa se lembrava
E eu permanecia no meu mundo
Esperando que não me calcasses mais
Mudo. Ficava mudo.
Mas agora de ti apenas quero isso. Silencio.
Não e ódio o que sinto por ti. Apenas palavras amargas
Que me fazem não te querer provar mais.
Chega! Basta. Deixa o meu silêncio em paz.
Vai para o teu mundo de efémeras vivências
Onde existes em desistências.

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (585)


1 a 5 de 9 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |